When The Starlight Ends




Foram poucas as vezes em que tive tanto trabalho para assistir um filme [produção independente não tem espaço no mercado]. 
De verdade, e acho que esse nem vai ser lançado no Brasil... 
* eu não sei como vocês vão fazer para assistir

When The Starlight Ends é brilhante. 
Sabe aquele bolo perfeito, cheio de recheios e camadas, tipo pintura renascentista? Então, o filme ficou desse jeito. Pena que não foi tão bem recebido [e até um pouco odiado] por "alguns", mas esses devem ser aqueles fãs chatos de Outlander.

Sim, eu admito que foi complicado entender algumas cenas, que até agora não sei se foram real ou se só aconteceram na cabeça de Jacob [o protagonista]. Mas isso faz parte da beleza do filme, que explora a mente de um escritor genial [que gênio que é normal?]. Acho que só um escritor [no caso eu] para entender a cabeça de outro escritor.

Pois muito bem, para acabar com as dúvidas farei o esforço de assistir o filme mais 50 vezes sem chegar a conclusão alguma só para assistir de novo. E se estreasse no Brasil, eu deixaria um rim na bilheteria pelo meu ingresso.
* quem que tem dinheiro para ir no cinema hoje?

Não só Jacob é um personagem muito bem escrito por Adam Sigal [que também dirigiu o filme]. Cassandra, sua namorada, é tão interessante quanto. Ela é o tipo de pessoa que gosta de falar "eu te amo do jeito que você é, não quero que você mude uma virgula da sua personalidade, mas também não quero ficar com você porque tenho outros planos para minha vida". Conheço muitos.
Falo isso com convicção, e sem spoilers, porque logo no começo do filme já vemos a personagem bater [ou fugir] em retirada.
Por que todo relacionamento tem que ser preto ou branco? Por que as pessoas não podem se encontrar no meio do caminho e respeitar o espaço do outro? Jacob também não deu valor para a mulher que amava, e a perdeu. 
E você, já deu valor pro mozão hoje?

Tenha sempre em mente que "filme com baixo orçamento" não significa "filme ruim". E esse filme é bom, muito bom.





- prepare a pipoca

Nenhum comentário:

Postar um comentário