Paris For One




Fui feliz andando pelas ruas de Paris com Jojo Moyes. E ainda mais feliz por ter feito isso enquanto a chuva caía com vontade do lado de fora de meu home office <3
...

Esse livro, comprado em 2016 antes de meu veganismo literário, é a coisa mais fofa aiaiai que segurei recentemente. Levinho e delicado, com suas folhas em papel de jornal e aquela fonte maravilhosa impressa em um tamanho decente para a leitura. O que foi mais legal, se segurar o livro e virar suas páginas ou a história, eu nunca vou saber. Como eu queria que os livros de capa flexível fossem impressos assim no Brasil...

Por um breve momento, achei que Paris For One fosse ser mais uma dessas comédias românticas que tanto evito [então por que você leu? porque eu já tinha comprado, né], sensação que logo passou graças ao senso de humor inglês de Jojo.
Acho que agora darei prioridade para autores que cresceram na Inglaterra ou que usam o vocabulário do país [desse fui direto para "O Oceano No Fim Do Caminho", de Neil Gaiman, também inglês].

O legal desse livro foi a autora ter intercalado o narrador. Gosto quando isso acontece.
Ora quem narrava era Nell [a protagonista], ora Fabien [protagonista secundário], sempre mantendo uma história linear. Foi mais por isso, confesso, que continuei lendo [acho que eu não teria animo para terminar se não fosse esse detalhe]. Coisa maravilhosa para nos ajudar a entender a história e para não ficarmos refém do ponto de vista de um único personagem.

Paris For One me fez pensar muito em como em uma hora você está apaixonada(o), e na outra aquela mania adorável com que a pessoa tira caquinha do nariz passa a ser completamente desprezível.
Nell é abandonada na estação pelo namorado. Mas o que parecia ser o fim do mundo se transforma num desenrolar surpreendente. Para Nell, e para nós.



e se você quiser ler Paris For One para tirar suas próprias conclusões, o link está aqui:
♡  em inglês


- bouf!

Nenhum comentário:

Postar um comentário