Team Heinz




Sabe o catchup da Heinz? Aquele que tem "tomate, açúcar, vinagre, sal, aroma natural e só"? Pois então...

O rótulo desse catchup me fez refletir sobre minhas escolhas nas gondolas do supermercado quando fui comprar um coco quarta-feira passada. Porque se o catchup tem essa transparência, será que os outros produtos da marca também tem? Mas vejam bem, todas essas ideias saudáveis sobre a Heinz só me vieram a cabeça porque parei para olhar o molho de tomate com pedaços. 

Que nos ingredientes da embalagem consta apenas um item ameaçador: o realçador de sabor glutamato monossódico. Dos males dos molhos prontos, será esse o menor?.
E me diz também como é que um produto sem conservantes, coisa que eles fazem questão de enfatizar, pode durar até dois anos na prateleira?
...

No momento em que escrevo este post, o molho da Heinz continua fechado. O que atiça toda a minha curiosidade para saber se é bom, e estimula também o meu paladar para as comidas gostosas que fazem a boca salivar.
E um paladar aliás, bem exigente depois que abdiquei dos prazeres dos alimentos ultra processados [o que não inclui chocolate, claro... a carne é fraca, pessoal].
* quando a gente vê pessoas queridas morrerem por causa de câncer, nossa visão sobre a comida muda

E curioso: eles [eles quem?] dizem na embalagem para congelar caso não seja possível consumir o molho em até 3 dias. Atitude sabia.


- meu brother

Nenhum comentário:

Postar um comentário