A Mediadora






Decidi finalizar os três últimos livros da série "A Mediadora" de uma vez. E o que achei? 
Vamos por partes.


Assombrada [ livro 5 ] 
♡  aqui Suzannah sofre com os traumas deixados em "A Hora Mais Sombria", e não sabe bem qual o rumo que sua relação com Jesse tomou [mas perguntar para o moço ela não pegunta]. Diferente dos outros livros, não temos aqui uma trama que ela precise resolver para salvar a vida de alguém, e sim coisas rotineiras da vida de um mediador. Sabe como é.
Não curti tanto como achei que iria. É que a Suzannah se acha uma pessoa TÃO boa e correta [sintam a minha ironia] enquanto os outros [fantasmas e pessoas] não são. 
* eu já deveria ter me acostumado, mas enfim...


Crepúsculo [ livro 6 ] 
♡  nesse livro Suzannah precisa enfrentar [de novo] o também mediador Paul, para que o rapaz não volte no tempo e impeça Jesse de morrer no século XIX.
Acho que esse era para ser o ultimo livro da série. Ele terminou sem nenhuma ponta solta, todos os arcos foram fechados. E de uma maneira muito bonita. 
Até o final que Meg Cabot tinha escrito para Paul foi fantástico [ele enfiou o rabo entre as pernas mesmo, hehe]. 

Agora, independentemente se o que Paul queria fazer fosse certo ou errado [querer mudar o passado e consequentemente, a história], Suzannah se mostrou extremamente egoísta e infantil para lidar com a situação. 
Logo ela que gosta de pagar de madura e experiente. 

E foi uma pena que a família Ackman quase não apareceu nesses últimos dois livros. Senti a falta de todos, que eu adorava demais.


Lembranças [ livro 7 ] 
♡  o que eu sei:
É um livro mais adulto, com muito mais páginas que todos os outros, e tem uma capa ma-ra-vi-lho-sa. Só que, apesar de ter uma temática mais madura, é mais do mesmo. 
E Paul, que tinha terminado tão bem, volta a ser o mesmo cafajeste dos últimos três livros. Se não pior.
Preferi não seguir com a leitura, e nem pretendo além dos dois capitulos e meio que já li. Até porque, segundo vi em uma resenha, são deixados vários temas em abertos para próximos livros. 

Por que Meg, você precisava mexer em uma história que tinha terminado tão bem? 


- sequências infinitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário