Leão Fuze Senses




Nunca fui muito fã de chás, como vocês bem sabem. Mas nos últimos meses resolvi adentrar os costumes ingleses, para já me acostumar, e algumas coisas mudaram [depois mostro o meu "Oyster Card", hihi].

Também nunca fui muito fã da Leão, nem quando a marca ainda não tinha o Fuze no nome [quem lembra?], mas por recomendação resolvi experimentar essa nova linha Senses [que é bem cara]. 
* tudo bem que o fato da caixa estar de R$ 33 por R$ 25 influenciou muito a minha decisão, mas eu iria acabar comprando de qualquer jeito
Eu achei que esse lançamento foi um grande avanço na cartela de chás do Brasil, que sempre foi muito fraca. A bebida é uma delicia, bem encorpada, com um sabor realçado [só não coloca muita água]. Mas teve um ponto que me incomodou bastante.
Sabe o saquinho branco onde vem o chá tradicionalmente? Pois muito bem. Para ficar branco daquele jeito, o papel leva "um banho" de cloro, assim como os filtros de café, o que altera o gosto do chá. E olha que legal, no caso da Leão Fuze Senses não temos esse problema. Yey!
Mas pera que eu tenho uma questão não resolvida.

O saquinho, que parece ser de plástico [para preservar o gosto e a experiência do chá?], acabo de descobrir, é biodegradável, uma tecnologia inédita no país.
Mas afinal, do que é feito esse saquinho? Será que ele pode ir na composteira?

Ah, vou ficar devendo para vocês minha opinião sobre os outros sabores da linha. No momento preciso conter as despesas.


- nesse a gente não põe leite

2 comentários:

  1. Fiquei com vontade de experimentar! Vou indicar para a minha mãe, que é louca por chás e de experimentar novos <3

    ResponderExcluir
  2. Que legal, e se você experimentar os outros sabores me conta também <3
    Se a sua mãe é a louca dos chás, provavelmente ela vai gostar bastante, hehe

    ResponderExcluir