Only Lovers Left Alive




Saibam que eu apaguei esse texto todo e comecei do zero. Achei necessário por agora esse blog ser tipo um "diário de vida" e não apenas mais um portal de resenhas. E também porque respeita a essência desse filme.


Em Only Lovers Left Alive, os vampiros Eve e Adam vivem num constante risco de se contaminar e perecer, uma vez que o sangue humano está infectado por causa de tantas drogas e remédios.
* resumindo, a história se passa numa época em que vampiros não podem mais sair por aí bebendo qualquer pessoa

Eve vive num mundo livre em algum país da Europa, enquanto Adam, cansado da humanidade, se reclusou em sua casa nos EUA.
E esse contraste se mostra durante todo o filme, quase como um debate sobre o nosso modo de vida atual e as coisas boas que deixamos para trás [o que fica bem claro numa cena em que o casal visita um antigo teatro].

Como posso convencer vocês a assistir?
Bem, esse filme é quase como um clássico de vampiros dos anos 90. Mas sem ser tedioso, como Entrevista Com o Vampiro, ou ridículo, como as obras vampíricas atuais.

Os personagens são brilhantes, inteligentes, muito bem construídos.
E Yasmine Hamdan [que é maravilhosa] fez uma pequena performance no filme, levando Adam a desejar que a moça nunca fique famosa para preservar seu talento. Talvez ele tenha razão...


Nota: o fofucho Anton Yelchin participou do filme, que saudades
Nota II: se vocês tiverem um tempo, procurem a trilha sonora, ela é fantástica
Nota III: o filme foi lançado no Brasil com o título Amantes Eternos. E sim, tem no Netflix


< ♡ >

Auf Wiedersehen
Instagram  ♡  Twitter  ♡  DiCera Store

Nenhum comentário:

Postar um comentário