GIRLBOSS


De tanto ver esse livro por aí [blogs, Instagram e tereré], fiquei bem curiosa e resolvi ler. Só não esperava a odisseia que seria para comprar um exemplar [esse especificamente eu queria em versão física, e são todos caríssimos].
No final das contas, esse da foto foi a versão mais barata que encontrei na época [mesmo entre os usados] em promoção lá no site da Livraria Cultura [eu não vi que era "formato pocket" na hora da compra... disfarça].

Mas até que fiquei feliz. Isso porque a minha edição tem uma "Introdução Antes Da Introdução", coisa que os livros mais velhos não tem [aquele momento delicioso em que você dança sobre seus inimigos, rs].

Gente, o livro é phod@, esse sucesso com certeza não é a toa! Porque você ainda não leu?

...............->->-.......♡.......-<-<-...............

Sophia Amoruso conta em GIRLBOSS toda a sua trajetória profissional, desde antes da abertura de Nasty Gal no eBay [gente, nós duas trabalhamos na Subway antes de sermos alguém na vida!, super me identifiquei] até sua ascensão como CEO na própria empresa.

Minhas partes preferidas eram sempre as aberturas de cada capítulo, que vinham com ilustrações maras e frases inspiradoras de pessoas super inteligentes; e também as fotos espalhadas pelo livro, que contam a trajetória de Amoruso e mostram em vários momentos a sua loucura diferenciada. Não é a toa que a Nasty Gal faz tanto sucesso...
Agora o que menos gostei: os depoimentos de outras #GIRLBOSSES [pulei sem dó].

Vi na net muitas pessoas questionando GIRLBOSS como um manifesto feminista depois de adentrar o assunto com Vicky, uma amiga pessoal [o que tem de gente que levou para esse lado, fiquei chocada].

Docinhos, esse é um livro de negócios, vamos deixar isso bem claro. Até porque tenho certeza de que se um homem tivesse passado pelas mesmas coisas que Sophia, ninguém estaria falando nada exceto o quão genial para os negócios ele é...

...............->->-.......♡.......-<-<-...............

GIRLBOSS já foi publicado em português, e você o encontra aqui: 

< ♡ >

Tocando a Vida Fora Do Blog:


2 comentários: