Samantha Sweet, Executiva Do Lar


Não curti.

<♥>

Samantha Sweet é aquele tipo de pessoa que vive para trabalhar.
Acorda pensando nisso, vai dormir pensando nisso... e ainda consegue encontrar justificativas para levar esse tipo de vida.

Até que um dia, certa de que fez uma putia duma agada que destruiu sua carreira e seu futuro profissional, a moça foge.
E depois de rodar Londres, chegando no interior e já lelé de tanto álcool, acaba aceitando um emprego de empregada doméstica em que por acaso é confundida como uma candidata.

<♥>

Tudo estaria encaminhado, não fosse o fato de Samantha nunca ter cozinhado na vida. E nem limpado nada.
Mas, sendo esse livro de quem é, lógico que nossa protagonista encontrou a ajuda de anjo da guarda masculino, se é que vocês me entendem...

<♥>

Jamais reclamando da competência de Sophie, mas Samantha Sweet é uma das piores protagonistas que encontrei, completamente indecisa.
E como isso me incomodou no final do livro [era uma palhaçada de vou, não vou... vou, não vou...].

Não ri tanto quanto em O Segredo de Emma Corrigan, mas até que ele é divertido...

Recomendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário