O Diabo Veste Prada & Eu


Até o final de 2008 posso afirmar que meu interesse por moda era zero. Mas, graças a uma professora que tive no Cultura Inglesa, esse quadro foi revertido e acabei seguindo "carreira" no ramo.

<♥>

Quando meu interesse fashion desabrochou, fiz uma lista de filmes para mummy, que comprou o que achou com o cara que vendia uns DVDs, digamos, não aprovados pela Polícia Federal. E nessa lista estava O Diabo Veste Prada.

Andy, a garota com interesse zero em moda, que consegue um emprego semi-escravista na maior revista de moda del universo, e que precisa se adaptar e se superar, mais percebe que essa parada não é para ela.
Sabe, filmes assim deveriam desmitificar o universo fashion, mas parece que só conseguem atrair mais devotos... Sim, às vezes escolhas precisam ser feitas, e Andy fez as dela.
Acabou comentários maldosos sobre a moça, valeu?

Gente, o que dizer da Emily? E do Nigel?
Puxa, como eu amo esses dois...

Detalhe que no filme [infinitamente e incomparavelmente melhor do que o livro] conseguiram mostrar direitinho como a industria fashion glorifica de um jeito absurdo os maiores nomes do cenário da moda.

<♥>

A nível de curiosidade: se vocês quiserem saber o porque daquela modelo sair do elevador assim que a Miranda entra no começo do filme, então chuchus, vocês terão de ler o livro.

Sobre a continuação nos cinemas...
Ninguém sabe se vai rolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário